Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

sexta-feira, 26 de março de 2010

O Caco do Esquecimento (Velho Amanhecer)

O Caco do Esquecimento

O esquecimento é o preço que ele paga pelos anos de negligência...
Pelos anos passados das amizades verdadeiras.
Em algum momento do passado ele era de fato amigo de seus amigos,
Hoje não é mais do que casualidade.


Esquecido

Sobre ser esquecido ele não sabia nada. Sempre vivera rodeado de amigos, seja por conveniência ou por vontade. Mas a medida que novos surgiam, os antigos iam se distanciando, sumindo, sendo esquecidos.
O tempo passou e o mesmo aconteceu com ele. Ele também haveria de ser esquecido.


Nada errado em tudo isso
É o preço que ele paga
Por ter sido sempre omisso
É lembrança apagada

O destino que o aguarda
É o seu próprio veneno
No seu mundo pequeno
De cidades solitárias


Esquecido, então sozinho
Em silêncio aprisionado
Sem companhia no caminho
Totalmente apagado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário