Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Aposta

É um relance que diz muito, são palavras que te faltam
E de repente tudo isso é só mais outro desengano
Outro dia pra sofrer porque a gente sempre erra o plano
E então todas as convicções de súbito me escapam

Mas sou eu quem vou rolar os dados de minhas certezas
E encontrar somente resultados duvidosos de nós dois
Mas é assim que eu vivo, amo e deixo o resto pra depois
Gasto muito afeto compreendendo as sutilezas

Eu sou poeta, afinal, e isso é sobre se arriscar
E a inspiração que causa o sentimento mais profundo
Todo dia acorda alguém e almeja assim mudar o mundo
Eu descrevo muito amor mudando as frases de lugar

E você vai ver repetição, porque eu compreendo plenamente
O que eu sinto, o que eu quero, o que eu desejo de você
Temerário, mas convicto, me arrisco estando a tua mercê
Outro dia se passou e eu ainda não sei como se sentes

sábado, 22 de julho de 2017

Anunciação

Deve haver uma maneira de expressar o inexpressável
Algo pra amarrar os pontos dessas tais declarações
Ou poesia sinestésica que explique as sensações
Ou qualquer que seja a forma de tornar amor quantificável


Me escute com teus olhos, já que ainda estou distante
Não é só se permitir, o encantamento é genuíno
O conforto magnético que em cada encontro vai surgindo
E ainda é muito pouco tudo que nos vem adiante


Eu não sou bom com as palavras, eu sou bom com sentimentos
Tenho plena consciência que você me tira o chão
Seguramente vale me entregar à imensidão
Me apaixonar um tanto a cada um destes momentos


Então quando você voltar, meu tempo inteiro é teu
Aguardei ansiosamente, definhando de saudade
Tenho até me perguntado se isto é realidade
Ou se foi só em sonho que você me apareceu

domingo, 16 de julho de 2017

Decay

Errando por caminhos que já não conheço
Sonhos que já não posso mais sonhar
Tudo que me tira a paz é apenas o começo
Eu ainda tenho muito pra sacrificar

Vários dias iguais e o tempo não se mede
A gente não soma o que está perdendo
A luz que falta, a escuridão que segue sendo
E todo tipo de esperança que é tão breve

Toda luta é desperdício se a luta segue adiante
E eu que venho enfrentando esta vida desde sempre
Só espero que pelas manhãs eu ainda me lembre
Aquela velha fantasia de um futuro constante

Trajo vestes que me pesam, meus ombros se retesam
E a essência deste mundo vem me desequilibrando
Ilusões tão convincentes das escolhas que nos restam
Enquanto tudo a nossa volta segue se deteriorando

quinta-feira, 13 de julho de 2017

13 de Julho de 2017

Qualquer toque há de bastar ao arrepio de minha derme
E os mais profundos desenganos que se acalmam no silêncio
São teus olhos, outra vez, tomando conta de minha mente
E tudo o que eu desconheço, mas já é parte de mim
De repente a distância nos ensina algo sobre o amor
A gente teima não notar, mas sofre a ausência partilhada
Não há nada pra teorizar, eu só sei que sinto muito
E não sinto nenhum pesar pelas verdades reveladas
Você já sabia, você sempre soube do que calo
Pois no íntimo sentimos e pensamos parecido
Entre minhas mãos as tuas mãos e o temor deste futuro
Aceita-me, sou parte da vida que vem adiante
É isso sim, eu amo a tua presença
E poderia tecer milhões de frases pra provar
Se tudo assusta quem rodeia, eu sigo com tranquilidade
A amo e seguirei amando, se esta é a sua vontade

O Caco de 2017

Transportado ao velho amanhecer que nunca foi embora
Sou aquele que viveu se repetindo por gostar de repetir
Aqui dentro ainda é noite, enquanto o sol brilha lá fora
Ao luar eu vou gritar tudo o que eu não quero ouvir

Tudo isso aqui é meu, até as chagas que deixaram
E vocês nunca imaginaram o que eu guardo pra mim
E é melhor que seja assim, pois dos muitos que me amaram
Só os que se encantaram que eu levo até o fim

O velho amanhecer é a sombra do futuro próximo
A sensação de que o mundo vai passar desencontrado
E todo o verso trabalhado não será utilizado
Porque ninguém consumirá o que é altamente tóxico

As ilusões foram embora, os fantasmas vão também
Se o velho amanhecer voltou, que o céu azul revele
Os terrores que me cobrem e que habitam minha pele
Abraçar a insanidade é o que sempre me convém

quarta-feira, 12 de julho de 2017

À Minha Procura

Dentro de mim o que nunca sacia
É a busca pelo que não entendo
E sendo assim, minha alma vazia
Da dúvida vai se preenchendo

Correntezas que vão, correntes que ficam
São tantas coisas que passam
Amores que enlaçam, ilusões edificam
E os sonhos que se embaraçam

À minha procura quem é que se lança
Se não eu que nunca me encontrei
Não pertencer é o que tenho em comum
Com toda gente que achei

Nada a fazer senão esquecer o medo
E tudo o que me prende ao tempo
E o tempo que passa e escorre entre os dedos
Lembrando o valor dos momentos

Hei de encontrar algo que faça jus
Ao tanto que deixo de mim
E nessa escuridão que se faça a luz

Que eu me redescubra no fim

terça-feira, 11 de julho de 2017

Carinho

Toda sorte de transtorno que nos trouxe até aqui
Tem mais valor do que as coisas que podem nos afastar
Tudo o que há de ocorrer pra gente se concretizar
É todo o carinho que posso expressar por ti


São tão poucas as lembranças e tanto dia pela frente
E essa imensa correria que nos priva das vivências
Tudo que eu te desejo são boas experiências
E que ao meu lado viva o enlace mais recente


Que o tempo passe e tudo passe, só não passe a plenitude
E que o toque valha mais do que as palavras repercutem
E que o frio não congele o que tem nos aquecido
Que você retorne logo e faça jus à completude
Que os dias se prolonguem, que as distâncias se encurtem
E que tudo mais no mundo possa então ser esquecido



sábado, 8 de julho de 2017

Adequação


Muito pra dizer e nada pra ser dito
Muita calma pra conter o desejo primitivo
E paciência pra seguir com tudo aquilo que convivo
Mas nada mais no mundo valerá algum conflito


A vida que nós temos é a que dá pra viver
E aceitar cada um dos erros é só parte do processo
Não querer ser grandioso só facilita algum sucesso
O verdadeiro objetivo está em se compreender


O que é que escapa aos olhos e ainda assim faz diferença
Como frases escondidas entre as linhas da canção
Tudo aqui é tão pequeno perto da imensidão
Buscamos pertencimento ou apenas outra crença?


É mais simples se aceitamos que alguns dias são pesados
E outros dias são tão bons que não deviam acabar
Objetificando vontades que devem sempre nos guiar
Sonhos para persistir e pesadelos acalmados

terça-feira, 4 de julho de 2017

04 de Julho de 2017

Desequilíbrios que nos tomam por completo, caminhos tão difíceis pra seguir
As tristezas tão tangíveis que ocupam a madrugada, tudo isso é solidão nos bares da cidade
Somos nós que abrimos mão dia após dia, hora após hora, de qualquer traço de felicidade
Porque sabemos no final das contas que só nos resta prosseguir

Vamos aceitar a vida adulta, porque é o que nos resta quando as contas chegam
E o baixo desespero resultante do vazio que optamos por sentir
A gente aceita e assina o cheque, mas já não vê a hora de partir
Frágeis seres humanos que já não lembram mais o que desejam

Esse torpor não passa com o que é convencionado, mas é assim que a ilusão se manifesta
Não há abraço ou bebedeira que sufoque estes lamentos
E aos poucos a gente aceita que a vida tem uns bons momentos
E tudo mais é doloroso, aproveitamos o que resta

Alguns se cansam cedo e cessam logo o sofrimento
Alguns escolhem a luta e vão de acordo com a maré
Uns poucos nem percebem como esta vida é
E eu no meio disso já nem sei mais porque tento

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Reeducação

Esqueci que haviam outros dias, outros anos
Vesti a mesma fantasia e nem pensei
O quanto o gasto apaga o que eu conquistei
E agora é a hora de recalcular os planos


Foi inconsequente e certamente prazeroso
Virando as noites em busca de diversão
E nunca quis nem procurar evolução
Satisfação era meu bem mais valioso


Hoje eu nem sei o que é que esperam de mim
Sei que eu desejo algum conforto e resultado
E ver crescer o sonho que tenho criado
De ser aquele que comemora no fim


Então este é o sinal de minha mudança drástica
Me despeço do impulso destrutivo
Seguindo em frente mesmo sem nenhum motivo
Pra ver se a vida é realmente assim fantástica

domingo, 2 de julho de 2017

Soluções

Tarde da noite e ainda estou me aprofundando em tua face
Esse é o caminho para tudo o já que foi e ainda pode ser
Aprofundando sentimentos que já não posso mais conter
Tudo é desejo de você, então que o tempo apenas passe

Não fazia sentido, mas tudo isso tem sentido
A gente deu tão certo, em silêncio e sem alarde
E agora todo dia se resume em fim de tarde
Pra chegar a outra noite em que você estará comigo

Já tinha saudades aqui antes de você ir embora
Eu gosto tanto de dividir a minha cama pra nós dois
Agora que sabes o caminho, vê se não vai esquecer
Desfaz a nossa tristeza, pelo menos por agora
A gente se abraça e deixa o resto pra depois
Se o encanto se acabar, que ainda reste eu e você