Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

domingo, 2 de maio de 2010

Seguir em Frente

Certa vez ouvi dizer
Sobre o conceito de viver
Que era algo como
Seguir em frente e esquecer

Hoje eu tento de mil formas
Concertar as velhas normas
Que eu já não sei mais cumprir
E quem sabe de algum jeito
Corrigir esse defeito
Que não me deixa mais sorrir

Não quero me guardar em traumas
Nem me entregar de corpo e alma
Nem entregar nada afinal
Seguir em frente e esquecer
Pra então poder viver
E poder ser diferente
No final...

Cansei de ser igual
E de te ver igual
Já que não vamos mudar
Vou esquecer e caminhar
Pra ver se assim
Enfim
Aprendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário