Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Bom Soneto

Eu já cansei dos meus tropeços
Já cansei dos teus também
Já não creio em recomeços
Ou no poder que o tempo tem

Já cansei das despedidas
Tão forjadas, tão fingidas
Cansei de ficar parado
Nem lembro por onde tenho andado

Já cansei de vários versos
De recriar meus universos
Dos sonetos me cansei
Já cansei de todo o inverso
E de tudo que é reverso
Das palavras me cansei

Nenhum comentário:

Postar um comentário