Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Suspiro

Cale-se

Deixe o silêncio reinar por um instante

Eu preciso respirar em paz

Enquanto você continua

Agitando a ampulheta da discórdia


Apenas um segundo

Para que minha alma possa ir

A procura de um repouso seguro

Para os meus olhos em dilúvio


Inspiro, transpiro

Perdendo-me no tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário