Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Pureza

À portadora de meu coração devo dizer
Tenho pra ti todas as palavras inventadas
Mas nenhuma das palavras já usadas
Expressa certo o quanto eu posso te querer


À senhorita que me enche os olhos d'água
Preste atenção no quanto eu tenho me doado
E o quanto quero que estejas ao meu lado
Ver seu amor tirar de mim todas as mágoas


E ter a consciência desse toque leve
Sentir no corpo o que sinto no coração
Que importa a vida? Quero a palpitação
De ver-te entrar em minha vida como deve


Não tenho teorias sobre o acaso
Mas caso me queira por perto
Mantenha seus braços abertos
Prometo, amor, sem mais atrasos

Nenhum comentário:

Postar um comentário