Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sublime, Amor Sublime

Sublime é o meu amor, tão só
Lido de tal forma que nem sinto
Faço desse coração algum pó
E sobre seus efeitos já não minto

Sublime, meu amor, tão sólido
Deixe esse mundo de concreto
Melhor que sejas de uma forma válido
Do que permanecer nesse corpo, inconcreto

Sublimação, só o que peço por hoje
Sublime ação dos Deuses, quisá Sol
Sublime meu amor tão sublime
Sublimação pra mim e pro meu corpo
Sublimação pro meu coração tão
Sublime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário