Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

domingo, 18 de abril de 2010

Quero

Hoje eu quero o fim de tudo
Um novo povo em outro mundo
Quero não saber
Hoje eu quero um tiro certo
Espero aqui de peito aberto
Quero não viver

Quero silêncio na cidade
Quero não lembrar de idade
Quero não ouvir
Quero não saber de mim
Quero não lembrar do fim
Quero não sentir

Eu quero ter um novo plano
E esquecer o erro humano
Quero não errar
Quero certezas não concretas
Quero errar em frases certas
Nem quero acertas

Quero ser quem fui um dia
E lembrar toda a magia
Quero viver de novo
Quero mais que nostalgia
E que a insólita alegria
Quero ser o novo

Nenhum comentário:

Postar um comentário