Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Sangrando Poesia

De onde vem essa necessidade?
Essa doença que me toma a cada dia
Estes braços já não tem mais serventia
Depois de tanta vontade sem verdade

De onde vem essa saudade?
Essa descrença no que há pouco existia
Estes passos já não seguem mais um guia
Perderam-se no meio da realidade

Pra onde foi o meu bom senso?
A razão, motivando a decisão
Sumiu entre uma ou outra explosão
Das guerras que travo e nunca venço

Pra onde foi o que eu penso?
Fundiu-se a alguma tentação
Hoje se baseia em ilusão...
Na busca por algo mais intenso

Hoje covarde, sem chance de mudança
Preso a nostalgia, sangrando poesia
Esse rosto tenso, reflexo do que valia
Essa solidão, hoje sem mais esperança

2 comentários:

  1. Razão motivando a decisão, ou a decisão forma a sua razão? É relativo...
    No mais, belo poema

    ResponderExcluir
  2. Quem é você, senhor(a) anônimo?

    ResponderExcluir