Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O Caco da Outra Coragem (Velho Amanhecer)

O Caco da Outra Coragem

Coragem.
Se manifesta por meios estranhos,
Se manifesta em homens estranhos.


Nem sempre basta coragem
Nem tudo se resume a medos
E quando chegar a hora
Veremos tudo fugir...
Entre dedos


Coragem pra outros olhos

Não passa de exibição
Do que vale a coragem,
Se me falta tanto
Pra iniciar a viagem?

Não adianta apenas querer
Seguir em frente e esquecer

Não basta admitir a derrota
E começar a trilhar outra rota

Coragem é lidar com temores
No meu caso, lidar com amores
Coragem é reunir detalhes
Para esquecer mil males
Navegar em outros mares
Sofrer de outras dores

Nenhum comentário:

Postar um comentário