Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Areias

Nós temos a mesma essência
E lutamos com a mesma violência
Nós temos a mesma vontade
Mas sofremos na mesma tempestade

O desejo em minhas veias
É o sangue nestas areias

Estamos perdidos nessa guerra
E juntos, afundaremos nessa terra
Nosso futuro é tão escasso
E o construímos passo a passo

Olhe o que nos tornaremos...
Podíamos ser apenas os mesmos

Nenhum comentário:

Postar um comentário