Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Impasso

Não sei se queres crer
No que tenho a lhe dizer
Não sei vais ouvir
Mas não vou mais repetir

Não há mais o que perder
Nem mais erros pra temer
Não é preciso mais fugir
E muito menos fingir...

Não há certo ou errado
E nem o meio o termo, também
Só o que podemos ver

Sei que andei alterado
Mas se queres me ver bem
Fique aqui e não tente me entender

Nenhum comentário:

Postar um comentário