Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Dia Quente

"Sirva meu copo"

Estava ele, sozinho em um bar qualquer. Aquela dose de whisky não duraria muito em suas mãos, mas ele logo pediria outra. Enquanto isso todas as janelas pareciam lhe observar. Todo o mundo parecia parado ao seu redor, nem o vento soprava.


Te ver passar já foi uma alegria
Te ver era a base de um doentio dia a dia
E agora olha só como estamos...

Você já foi motivo pra muitas escolhas
Você já foi poesia pra tantas e tantas folhas
E olha só como nós ficamos...

Agora só me resta sonhar ou então quem sabe
Tentar afogar todas as minhas mágoas e tudo o que não cabe
Mais em mim... Rezar pra que tudo isso acabe
E talvez assim poder aceitar um fim.

Ou então um melhor destino pros dois
Quem sabe tudo se ajeita depois
Quem sabe um pouco mais tarde, pois
Ter paciência é inerente a mim
Mas só pra você e ninguém mais...
Enfim, lembre de tempos atrás
E quando um pro outro era paz
Claro, já não sou o mesmo rapaz
Me entreguei a um mundo voraz
E agora sei, que só você traz
Tudo o que eu espero pra mim
Tudo que eu espero de alguém
Tudo o que eu sei sobre bem
Tudo que eu quero pro fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário