Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

terça-feira, 30 de maio de 2017

Os Amantes


Somos tão ultrapassados no quesito amar o próximo
Que hoje em dia aprendo tanto observando os animais
Sejamos apenas sinceros, sejamos bem mais naturais
Só não dá pra prosseguir e achar que tudo isso é ótimo


A gente classifica os outros em gavetas bagunçadas
Com certezas mal criadas de tantos maus exemplos
E erguendo impessoalidades que se tornam nossos templos
Onde se ora e se agradece pela vida mal amada


Será que dá pra começar de novo acrescentando mais amor?
Ou apurar o nosso tato no que diz respeito ao outro
Ver que ter apreço é quase nada e assim de pouco a pouco
A gente reconstrói nosso afeto sem fervor


Seres humanos cansativos já cansados de apanhar
Seguindo o dia a dia ignorando semelhantes
Resignificando o que seriam os amantes
Percam tempo entre vocês, se permitam apaixonar

Nenhum comentário:

Postar um comentário