Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Dedicatória

Findo ciclo, com certa justiça lírica
Tão casualmente como o início do romance
A intensidade tem seu preço, então que o coração descanse
A vida tem desfechos que não tem nenhuma mística


Meu pesar tem mais verdade do que minha complacência
Assisti o desapego ao vivo e em tempo real
Mas me resta o sossego da distância impessoal
E dezenas de palavras sobre a tal experiência


Muito sentimento exige obstinação
Mas minha vida está tão frágil que aceito o desenlace
Embalo aqui o meu carinho, com tua dedicatória
Um soneto a mais para tua coleção
Chega de fazer as contas, deixo que o tempo passe
Não preciso ler teus textos, te guardo em minha memória

Nenhum comentário:

Postar um comentário