Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Da Janela Do Meu Quarto

Olha só... o mundo surpreende
Tudo ocorre quando não se espera
E aí sim nossa mente opera
E aí sim a gente aprende

Veja, como tudo está mudado
Já não há tanta distância
Nem enxergo tanta discrepância
Com você aqui ao meu lado

Enquanto todos seguem voando
Eu espero que o tempo pare
E que a minha ferida não sare
E na verdade, sigo esperando

Só espero não te ver fugindo
Como se fosse a única saída
Como se estivesse dividida
Como se nós estivéssemos caindo
Sumindo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário