Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

sábado, 4 de dezembro de 2010

Escrevo-te com lábios de saudade

Mergulhada nos olhares absortos que te gritam

Seu perfume paira procurando meu corpo só


Vem e pinte um sorriso em meu rosto

Abraça forte minha alma para que ela fique cheia de ti

Ela quer voar, se elevar.


Quero contigo tecer sonhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário