Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Da Volta

Mais uma vez eu me entrego
E sem nem saber a que
E mais uma vez eu não nego
Justamente por não saber o porquê

Mas não espero por nada
De mim e nem de você
Vou a guerra sem escudo e espada
Pronto pra mais uma vez perder

Me perco em outra cidade
Que eu já nem lembro qual
Só pra te ver, mais ninguém
Estranho é ter tanta vontade
Pra lutar pelo que me faz mal
E não aguentar o que faz bem

Nenhum comentário:

Postar um comentário