Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A Quem Só Se Contradiz

Esqueça os versos que lhe fiz
E toda voz e qualquer som
E tudo o que restar de bom
E tudo o que a gente quis...

Tua verdade já não condiz
Com a realidade que nos prende
Dia após dia o amor se rende
Aos teus inúmeros perfis

Permaneço um aprendiz
Do seu domínio inconsciente
Permaneço um inconsequente
Perante ao que a vida diz

Descontruo tudo o que fiz
E levo embora a cicatriz
Cansei da vida por um triz
Que só assim te faz feliz

Nenhum comentário:

Postar um comentário