Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

domingo, 16 de julho de 2017

Decay

Errando por caminhos que já não conheço
Sonhos que já não posso mais sonhar
Tudo que me tira a paz é apenas o começo
Eu ainda tenho muito pra sacrificar

Vários dias iguais e o tempo não se mede
A gente não soma o que está perdendo
A luz que falta, a escuridão que segue sendo
E todo tipo de esperança que é tão breve

Toda luta é desperdício se a luta segue adiante
E eu que venho enfrentando esta vida desde sempre
Só espero que pelas manhãs eu ainda me lembre
Aquela velha fantasia de um futuro constante

Trajo vestes que me pesam, meus ombros se retesam
E a essência deste mundo vem me desequilibrando
Ilusões tão convincentes das escolhas que nos restam
Enquanto tudo a nossa volta segue se deteriorando

Nenhum comentário:

Postar um comentário