Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

domingo, 5 de junho de 2016

Sobre a Chuva #1

Dado o segundo passo começam as incertezas
Será que é isso mesmo que a gente procura?
Talvez no acaso de qualquer outra loucura
A gente consiga construir apenas mais tristezas

Chove lá fora, como há muito não chovia
Mas você está vindo e assim tá tudo bem
Primeiro ato findo, pro segundo você vem
Pra me fazer sorrir como há muito eu não sorria

De certa forma vale a pena arriscar tudo contigo
Pois se as coisas forem bem a alegria é imensa
Se as coisas forem mal, a gente senta e repensa
Não tem porquê se congelar só pela sombra do perigo

A chuva dá uma trégua porque você tem que chegar
E isso só me mostra que o certo é o que é incerto
Minha cabeça a se nublar quando você chega mais perto
Sei lá se isso me assusta, mas eu tenho que tentar

Nenhum comentário:

Postar um comentário