Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

terça-feira, 17 de março de 2015

Direção Contrária

O que se esconde além do que eu percebo?
Algo que no fim me mata, mas que eu adoro
Além do que imagino, além de tudo o que concebo
Qual será essa verdade que no fundo eu ignoro?

Há mais felicidade plena no que eu deixo escapar
Mas como posso me privar do desafio mais humano?
Saber do que eu já sei é fácil, não preciso me esforçar
Mas eu quero muito mais, quero refazer o plano

Jogando fora o que não é meu, mas que tomo por conforto
Me arrisco ao próximo passo, como quem do sonho acorda
E assim percebe que a realidade é só uma fila involuntária
Eu quero muito mais do que sempre me é proposto
Como quem segue a marcha mesmo ao se balançar na corda
E sabe que a verdadeira queda é ir na direção contrária

Nenhum comentário:

Postar um comentário