Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

sexta-feira, 20 de março de 2015

Correria

Estou cansado.

Minhas mãos já não tem o mesmo vigor de antigamente. Já não há mais antigamente no pouco espaço da memória. Já não há tanta memória no peso de minha cabeça. Já não restam ideias de mil cores. Já não vejo muita cor em meus cabelos. Já não sobra muito dos cabelos que se descabelavam em mil noites. Já não há mais noites extensas por mil amores. Já não há mais mil amores pra poesia. Já não há mais poesia em minha vida

Podia ser a idade, 
Mas é a correria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário