Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Memorial In Aqua Scribere II

Daqui tanto se fez e tão pouco foi feito
Guardei apreço e mágoa sem pensar em economia
Aqui eu nunca precisei esperar por algum dia
Em que as coisas finalmente funcionassem do meu jeito

Foi aqui que me criei e aqui que envelheci
Foi aqui que formulei as frases certas mais erradas
Dos dias mais bonitos e as angústias já passadas
Foi aqui que eu finalmente me reconheci

Gravei tudo o que podia, guardei o que passou
Me encontrei em alguns momentos em que o essencial
Foi transformar meus pensamentos em algo material
Só assim que tanta dor e sofrimento acabou

Agora eu nem ao certo sei qual é a serventia
Desse amigo e confidente que me acompanhou por anos
Talvez pra relembrar das consequências e dos danos
E esperar que algum dia eu me reencontre na poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário