Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Final Feliz

O que se passa na cabeça de quem põe tudo a perder?
E o que motiva a continuidade do que já não faz sentido?
São tantas almas, tantas bocas, pra que mesmo se prender?
É tanto apreço, tanto afeto, estará o amor perdido?

Confunde-se presença e companhia, entregar-se e estar aqui
Erra-se ao dizer que és o único ou especial
Não há nada de novo em mim, nada sólido em ti
Chegarás tudo ao fim, como em qualquer outro casal

Se os retornos vêm em frente, tomarás outro caminho?
Se te cedem a mão boa, agarrarás com planos vis?
Se te abrem os braços, acerta em cheio o coração?
Não é surpresa estar aqui e acabar de vez sozinho
Já que iludes e se ilude na ilusão do que tu quis
Amarga outro desengano, recolhe-se na solidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário