Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Não Pense Duas Vezes

Todo esse amor, todo esse desejo, todo esse carinho, toda a amizade.
Toma, pega tudo o que você me deu e leva embora. Vai e leva com você todas essas coisas que eu escrevi do fundo do meu coração e você nunca quis entender. Leva também esse sorriso aqui, de um bobo apaixonado e que no final das contas é só um bobo desiludido, o mesmo bobo pisoteado, mal-tratado, esquecido e trocado tantas vezes por você.

Toma, pega tudo isso. É tudo seu mesmo, sem você não tem nem porque isso existir. Leva embora a felicidade que você me deu e a que eu tentei construir pra você. Isso mesmo, pisa forte nos meus castelos e ainda me zomba por ter feito de cada grão de areia que você me deu um tijolo pra essa construção. Isso mesmo, é sempre assim não é?

Vai, pode ir. Já me acostumei.
Só deixa aqui o respeito que você não tem por tudo o que eu sinto por você

Cruza a esquina e entra em casa. Fecha a porta, mas dessa vez tranca, pra eu saber que nunca vou entrar de novo sem ser convidado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário