Histórias passadas de coisas não tão passadas assim

domingo, 5 de fevereiro de 2012

À Minha Aquariana

Existe no mundo, algo que deve ser julgado como ideal. É isso que as pessoas esperam da gente, as atitudes certas, os sentimentos certos, mentiras surpreendentes, verdades claras. O mundo espera ouvir da gente as palavras certas, em qualquer ocasião. Isso não costuma incomodar meu coração com licença poética, mas hoje, eu parei pra pensar nas palavras certas pra dizer pra você, meu amor.

Eu passei dias procurando as palavras certas pra lhe falar sobre o tempo, pra falar como ele passa rapidamente, cruelmente. Pois é, meu amor, os anos passam e pra gente só sobra viver eles de uma forma ideal, tal qual tudo mais deve ser. Mas não, não quero que você pense que me preocupo com a forma que lhe julgam por viver assim, da forma que vives, da forma que és.

Talvez seja isso que encante todos à sua volta, essa sua forma de viver sem se preocupar com o que os outros vão pensar.

Então, me vi forçado a pensar nas palavras certas para falar o que sinto por você, sem me preocupar com a rigidez do julgamento das pessoas ao meu redor. E sabe o que eu consegui? Nada. Acho que nada no mundo é certo o suficiente pra lhe falar sobre o que sinto por você. Amor é um sentimento fabricado demais para definir essa devoção que tenho a você. Carinho é um diminutivo justo quando se trata do cuidado que tenho para contigo. Saudade é limitado demais para exprimir a falta que você me faz, até mesmo quando fica longe de mim por algumas horas. Talvez eu seja exagerado demais, justamente por saber que tudo o que sinto por você é exagerado demais.

Não, exagerado não, tudo o que sinto por você é justo, afinal você me cativou assim. Você, com a sua realidade de aquariana. Você, com as suas respostas vagas, sua indiferença ocasional, sua frieza, seus sentimentos que são apenas citações de músicas que gostamos tanto. Você, com a sua beleza estonteante, com o seu silêncio observador, com o seu charme hipnótico. Você com a sua inconseqüência calculada, com o seu desprezo com o que não lhe importa. Você com as suas definições alternativas para cada coisa que a gente conhece. Você inteira, cada defeito que eu amo, cada qualidade que me é essencial. Você, completamente você. É só isso que eu quero, mas querer ainda é muito pouco perto dessa necessidade que tenho de você perto de mim.

Mas é só você e é só isso que eu preciso. Talvez a única coisa ideal que eu tenha encontrado até hoje é você e eu só espero poder ser assim para você também um dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário