Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Síndrome da Fênix

A dúvida dói...
Não saber pra onde correr,
Não ter onde se esconder.
Eu já voltei de viagem tantas vezes,
Que já perdi as contas
Dos lugares em que deixei parte de mim

É difícil viver.
Ninguém me disse que seria assim,
O começo das coisas que tem fim.
Eu já me machuquei tantas vezes,
Que já perdi as contas
Das cicatrizes que trago em meus braços

E você e eu,
E nossa falta de conjunto
E essa descrença no mundo
Eu já me perdi em ti tantas vezes
Que já até perdi as contas
De quantas 'você' já conheci

E por fim essa amargura
Fruto das dores do passado
E do que nunca será apagado
Eu já renasci tantas vezes
Que já perdi as contas
Das vidas que vivi...
Das mortes que carrego nas costas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário