Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Laços


Contínuo amanhecer
E mais uma vez você deixa seus rastros
No travesseiro, nos lençóis, nos meus sonhos
Sinto sua presença na xícara vazia de café
Sim, vou enlouquecendo aos poucos

Vejo-me sendo apagada de seus pensamentos
Com um sofrido esforço em vão
Permaneço viva no seu olhar
Essa imagem te persegue em todos os becos
Com tentativas fracassadas de afogá-la
Confesse, ela é o que mantém o brilho
Que em lágrimas desaparece

Passado em entrelaço
Presente em descaso
Futuro à espera de um abraço

Nenhum comentário:

Postar um comentário