Eterno arquivo do que já não interessa
Vazio Infinito

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Ilustre Desconhecida

Que venha a nós muito mais tempo
E dúvidas
E receios
E que as palavras lúcidas te toquem mais que o que exagero
Pois já sabes que te espero e não pretendo te enganar
Estou aqui a sussurrar ao teu ouvido que é comigo
Que deves ficar
Não tenha dúvidas quanto ao que te escrevo
Não tenha receio de atar teus laços
Pois se estás nos meus braços
Está onde deveria estar.

Aos amantes deixo minha experiência
Pois depois de tanta insistência, eu pego a barca novamente
Só vou errar no diferente, pra ver se aprendo alguma coisa
Aos amantes deixo minhas palavras velhas
E meus clichê de cabeceira.

Quarta-feira foi um dia diferente,
Costumam ser, costumam ser
Louco, apaixonado e correndo atrás de ti
Talvez você não entenda o que eu vi
Através das tuas lentes
Sei que sentes, muito mais do que pretendes assumir
Sei que sentes
Muito mais do que eu realmente ofereci
Me provoque, ilustre desconhecida
Um breve toque
E a sua simpatia
Guardo pra outro dia uma série de sensações (perversões)
Não cabe em ti o que me escondes

De interessante, preservo a capacidade de te ler
Talvez para te ter por perto, mas não sei ao certo
O que você "quer querer"
Me queira bem, pois não há outra saída pra essa piada
Que nos armaram
Pois bem, eles nos ligaram
Assumo daqui pra frente

Sim, quarta-feira foi um dia muito diferente.


2 comentários: